segunda-feira, janeiro 17, 2005

E..

E é assim que tudo começa, é bonito às vezes, outras é apenas normal. Visto de fora parece tudo belo, mas estamos mais longe do que aparenta. E assumi a minha face escondida no fundo do meu ser e consegui vencer as adversidades que se me opunham.
Tanta conversa, tanto olhar quando no fundo só é preciso um pequeno e firme toque. A segurança de nunca acumula-se e somos invuneráveis e então sorrimos.
Não sorrimos demasiado pois a efemeridade da vida atinge-nos de forma sistematica, ainda que não constantemente, onde nos dói mais.
Tudo parece vão quando olhamos para trás e nos vemos, vemos um anterior eu, que no fundo é igual mas mostrava-se diferente. E diferente não significa mau, mas apenas isso mesmo. O mundo é mais abstracto do que palpamos e tudo acaba e nem chegou efectivamente a começar. Desenvolvem-se laços mas não duram muito mais que um tempo mínimo onde o tempo equivale a nada. E assim termina tudo o que começa e eventualmente acabamos por morrer.

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.