quarta-feira, junho 22, 2005

Exacto

A noite hoje está bonita. Gosto do céu, tem núvens e estrelas, gosto de as ver.
Hoje é um dia engraçado, marca um mês do que parece ser algo de bom para mim, é bom gostar-se e ser recompensado quando gostam de nós.

E hoje também me apercebi, muito mais que antes, que o dinheiro é o que move o mundo; Não era ingénuo, eu sabia, mas hoje senti. Senti quando não pude chegar ali e pedir um arranjo com flores bonitas, meras flores, que pouca utilidade têm se não suavizar o ar com cheiros e despertar emoções fortes dentro de uma menina.

A noite é bonita, e é pena estar em casa. É bonita e está calor, leves brisas pairam no ar seguindo trajectórias incertas e refrescando o nosso corpo suado. Gostava mais de estar lá fora, contigo, dizer-te que te amo, ouvir que me amas, e fazermos amor durante toda a noite, debaixo do céu, como é nossa preferência.

E correr na praia, correr feitos parvos sem objectivo, apenas correr por correr, gostar de correr e querer correr. Sem qualquer preocupação corriamos, rebolavamos na areia, ficavamos inundados de grãos, olhariamos o céu estafados, dariamos as mãos e pensavamos, cada um para si "como é bom este momento, como é bom passá-lo contigo".

A tua cara de desejo desperta-me o mais querido e mais selvagem que há em mim, jamais tinha visto tal expressão tão ternurenta e ao mesmo tempo tão louca de desejo. *click*
Estou apaixonado por ti, meu amor.

Sem comentários: