domingo, dezembro 25, 2005

Expressões...




Gostava de vos fazer, nesta quadra natalícia, reflectir sobre umas expressões:

- É um trinta e um.
- Faço-te num oito.
- Pareces um carapau de corrida.
- Não vejo a ponta de um corno.
- Isso fica no cú do Judas.
- Põe-te no olho da rua.
- Põe-te a pau.
- Desampara-me a loja.
- Dá corda aos sapatos e pira-te.
- Põe-te na alheta.
- Andar às aranhas.
- Ver passar navios.
- Dar nas vistas.
- Dia de S. Nunca à tarde.
- Mau, mau Maria.
- Vai pentear macacos.
- Estou feito ao bife.
- Esperto como um alho.
- Mandar uma boca.
- Crescer água na boca.
- Dedica-te à pesca.
- Olhos de carneiro mal morto.
- Parece um boi a olhar para um palácio.
- Troca-tintas.
- Estar nas tintas.
- Espalha-brasas.
- Passar pelas brasas.
- Levar água no bico.
- Qual quê, qual carapuça.
- Coisas do arco-da-velha.
- Há quem tenha lata para tudo.
- Fala-barato.
- Até à vista.
- Boa como o milho.
- Arrear o calhau.
- Mudar a água às azeitonas.

Por último e realçando...

- Tem um certo sainete.


Pedia às generosas pessoas que inventam estas coisas para.. PARAREM.. já chega, OK!?
Quem é que percebe o que raio é o arco da velha? Ou quem é que dá (porrada) nas vistas? Já p'ra não falar no sainete...

Como diria alguém.. básicos pá, básicos!

Ps: Eu não gosto de milho... p'ra próxima, se insistirem nisto, digam com algo que eu goste!

Sem comentários: