segunda-feira, janeiro 16, 2006

Porque animas Pedro?



É uma boa pergunta..

A verdade é que já me pergunto isto há algum tempo, pergunto-me especialmente quando tenho "crises" de fé e penso se serei o melhor dos exemplos para aqueles que vão ser "animados" por mim e se devo ou não transparecer a minhas crises.

Acho que um dos motivos que me levou inicialmente a animar, foi a experiência, "Vamos ver como é... será que tenho paciência para os miúdos?... Será que vou gostar?".

A verdade é que era um sentimento algo egoísta, mas a verdade é que ao ver que conseguia fazer, (algum), bem às pessoas e ao mesmo tempo conseguia sentir-me bem com isso, fiquei cativado por experiências em que possa dar de mim aos outros.

Como um amigo meu disse, é um "egoísmo saudável", é um *sentir-me bem por ajudar outros*. Faço-o sem dúvida por me sentir bem, mas nunca me poderia sentir-me bem sem ajudar os outros.

A diferença que notei em mim entre uma coisa que faço apenas por mim, e isto que faço duma maneira diferente, (animar), é que nem sempre faço o que me apetece, o que mais me seria agradável... mas sim o que é preciso, o que é correcto e o que deve ser feito.

A verdade é que não animamos 10 dias por ano (campo), ou 5 (actividade), ou 3 (fim de semana)... animamos todos os dias: os que tão à nossa volta, os nossos amigos, as pessoas que vemos todos os dias..


Seguimos o "pensamento económico" do filme A Beautiful Mind (Mente Brilhante): "Um individuo não deve fazer apenas o que é melhor para ele, mas o que é melhor para ele e para o grupo".

2 comentários:

borboleta disse...

=)
tens razão em muitas das coisas que disseste...somos animadores todos os dias...mesmo quando acordamos mal humorados, mesmo quando passamos grande parte do dia em casa a estudar...a partir do momento em que nos entregamos...
ao sermos animadores fazemos as vezes as coisas que nos custam mais...mas fazemo-las sempre para um Bem Maior...
=)

Anónimo disse...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»