segunda-feira, agosto 28, 2006

Fobias



Ando a ler este livro...

Tenho achado bastante interessante, talvez porque gosto de psicologia humana, e bem ou mal, acabo por relacionar um pouco isto com psicologia (embora, psiquiatria != psicologia - entenda-se != por diferente).

Este livro é escrito num tipo de "humor" científico, ou seja, diz que sintomas devemos ter para apresentarmos cada uma das patologias, numa vertente cientificamente correcta...

Acabei por achar uma fobia que, embora nunca tenha tido completamente, já tive alguns traços, (isto ao bom estilo portuga: eu vejo os sintomas, eu tenho isso.. mas neste caso, eu tivesse isso..), mas no fundo, qual o adolescente que não esteve por lá...



Personalidade Evitante (DSM - IV)

Padrão generalizado de inibição social, sentimentos de inadequação e hiper-sensibilidade às avaliações negativas, indicado por 3 ou mais dos seguintes:

1. evitamento de actividades profissionais que envolvam contactos pessoais significativos, por medo de criticismo, desaprovação ou rejeição;

2. não se envolve com pessoas, a menos que esteja seguro de ser aceite;

3. mostra restricção nos relacionamentos íntimos por medo de ser envergonhado ou ridicularizado;

4. atormenta-se por ser criticado ou rejeitado em situações sociais;

5. inibição em situações interpessoais novas por sentimentos de inadequação;

6. vê-se a sia próprio como inepto socialmente, inferior aos outros ou sem encanto pessoal;

7. normalmente relutante em assumir riscos pessoais ou envolver-se em novas actividades que possam vir a ser embaraçosas;


"end of PE"


Felizmente foi uma das coisas que ultrapassei, e agora, continuando a ser tímido no interior, acho que sou muito aberto às pessoas...


Hoje descobri, ou melhor, redescobri, que tenho Belonofobia (acho que é este o nome...não consegui bem perceber na net qual dos nomes é o correcto para a fobia a agulhas)... isto porque fui levar uma vacina e ridiculamente fiquei K.O... ou melhor, fico sempre...



Já ultrapassei a PE, quem sabe se não ultrapasso esta também... tenho 10 anos até à próxima vacina para me ir mentalizando...


Afinal, como diria uma amiga minha, não sou estranho...
...sou excêntrico!

2 comentários:

manuel neves disse...

Viva!

Antes demais excelente blog.Parabéns!

Sou um pouco mais velho que o autor do texto, e as fobias não me largam... possívelmente gosto, quero assim. Chego a pensar por vezes que uma consulta de psiquiatria não me faria mal, o problema é a... fobia aos psiquiatras!

Receba um abraço

Anónimo disse...

Bem... Confesso que a imagem logo, desde início, me surpreendeu. Ainda há uns dias estive ao lado de um homem de maneira igualzinho a esse, embora de madeira e de 1m80, na cidade de Santiago de Compostela. :) O livro é, de facto, interessante... Dá-nos um ponto de vista diferente das coisas que observamos em nós mesmos e, o mais importante, um nome. :) Refiro-me a este como o mais importante pois, ao sabermos que tem nome, sabemos que já alguém sentiu o mesmo... E isso é algo... Inexplicável. :) A psiquiatria difere da psicologia mas, no fundo, acabam por ter como objectivo o mesmo... A mente humana. E nada mais belo que ela... Nada mais confuso. :)


Ao lermos algo no qual nos enquadramos conseguimos realmente dar um nome a sentimentos mas acabamos por fazer algo que não aprecio particularmente, padronizar-nos. Não sei até que certo ponto será bom... Tanto para nós como para todas as pessoas que vêem isso acontecer todos os dias... Muitas vezes, enquanto o meu paciente vê em mim um confessor, um amigo, eu vejo nele uma pessoa que precisa de ajuda, com o problema X e Y, que montes de outros jovens que me visitam têm, que se enquadra neste e naquele quadro... E que deve ser tratado desta e daquela forma. Isto é-me realmente estranho. :)

Quanto à tua "antiga fobia"... De facto que todos passamos pelas nossas fases... Mas é como tudo na vida... "Water comes and goes..."... :) E funciona assim o rio da Vida. Ultrapassar-nos a nós mesmos é o mais gratificante que pode haver e fico contente por teres conseguido dar esse passo... Ajudar-te-à, certamente, a dar todos os próximos e a vencer todos os obstáculos... Afinal, basta apenas um saltinho, ainda que, às vezes, nos pareça um abismo. :) Em relação à tua outra fobia... Creio que é das fobias mais comuns... Agulhas. :) Eu acho-as esplêndidas. Algo tão singelo e frágil consegue tirar-nos e pôr-nos tanta coisa. :) É um medo que ultrapassarás com o tempo e com outro olhar sobre o assunto. :) Confesso que nunca tive problemas a esse nível. Para dizer a verdade, adoro que me tirem sangue e dêem vacinas. Tem a sua piada. :) hehe...


E... Não estejas demasiado esperançado... 10 anos para a próxima vacina, mas... Em 10 anos...




...Tens muito tempo para tomar uma injecção. :)



hihi. :)


Brincando, claro... :)



E o que será a excentricidade se não algo maravilhoso? :)