domingo, setembro 24, 2006

Design


As vezes nem percebemos o quanto o bom design influência a nossa vida...

Estamos tão habituados aos livros de instruções que achamos perfeitamente normal ter que ler um número infinito de páginas para perceber a função xpto do microondas...

Eu próprio assim o pensava... afinal de contas, são coisas "complexas" foram precisos "Engenheiros" para as fazer, e anos e anos de evolução de tecnologia para fazer tudo aquilo que faz agora...

Mas invertendo o pensamento... quantas vezes precisamos de ler manuais de instruções para funcionarmos com um painel de um carro, ou a para abrir uma porta?

Parece uma comparação bastante parva hum?

Então quantas vezes precisaste de ler o manual para usar o rádio do carro? Ou a televisão? Ou mesmo abrir uma porta dum edificio que não conhecias?

Provavelmente nenhuma...


Agora estás provavelmente a pensar... "claro são coisas simples"...

Não é exactamente por isso, mas também não deixa de ser verdade.. normalmente a facilidade com que usamos as coisas tem a ver com o número de funções que estão atribuidas a cada "botão" por exemplo, ou se o botão muda de função em algum momento, ou os interfaces que são suficientemente intuitivos para se conseguir utiliza-los sem nunca ter usado nada igual antes e sem precisar de manual.

Normalmente quem nunca pensou nisto está apenas atento a número de funcionalidades, " o meu despertador tem alarme, toca piano, da música, da para telefonar, e enviar faxes... há e tem relógio"... ficamos tão fascinados com a quantidade de coisas que aquela coisa pequena faz que nem pensamos que mais tarde nem vamos conseguir acertar as horas do relógio.. que afinal era aquilo que precisavamos.


Mas será que somos apenas nós a sermos iludidos pelas funcionalidades?

De todo! Podem-se conjugar bastantes funcionalidades num aparelho e ser funcional, mas para isso tem que haver um esforço e investigação não só aos níveis da implementação das funções, mas à interacção delas com quem as vai usar... lançar um produto de testes para ver que dificuldades aparecem na sua utilização por exemplo... e dai criar um produto final... ou ainda melhor, repetir o produto de testes, várias vezes.


A verdade é que agora têm na mente elaborados produtos com mil e uma funções... mas é simples mostrar com uma simples porta pode ter um design mau.. ou bom! Se reparaste todas as portas de emergência tem uma barra horizontal para empurrares, falo nestas portas porque provavelmente são as que mais ficam na mente, porque normalmente temos uma fechadura nas portas, e um puxador, são as portas mais comuns, de casa; Mas então num hiper-mercado ou outro edificio maior nunca se deparou com a questão "será esta porta para empurrar ou puxar?", e anda ali a tentar uma e outra coisa até dar com a solução?

Também não é verdade que há outras que mesmo usando-as pela primeira vez parece que são mais evidentes, ve logo que é para puxar ou empurrar? A verdade é que se esteve atento as que lhe parecem evidentes não são, (só), as que dizem, mas sim aquelas que quando é pretendido que se puxe tem uma barra vertical, e quando é pretentido empurrar uma barra horizontal (semelhante à das portas de emergência)... estarei errado?

Um exemplo de design mais complexo é o do movimento dos bancos dos (antigos?) BMW; Consiste numa pequena replica do banco do tamanho de um dedo na porta do carro, e ao empurrar uma das partes do banco para qq um dos lados, o banco real executa o mesmo movimento... nitidamente ninguém precisa de um manual... até parece obvio o design, mas a verdade é que chegar a ele não é minimamente obvio.. basta fazer um esforço para visualizar como seria um design mais pratico para algo do nosso dia que contemplasse todas as funções e não implicasse custos, (sim, porque isto para uma empresa é o mais significativo!).

Afinal de contas se o bom design fosse intuitivo, não haveriam produtos com mau design...

O esforço por um produto final vale sempre a pena, ou não fossemos nós mesmos...

...e o resto do mundo a acabar por usufruir duma boa invenção!

Sem comentários: