quinta-feira, janeiro 18, 2007

Aborto


Confesso que andava a evitar escrever sobre este tema.

Primeiro, porque acho que já está a ser suficientemente noticiado e falado, e não viria trazer nada de novo para a discussão, qualquer que fosse a minha argumentação...e depois porque acho que, estando informados, o voto é pessoal daí não faço questão de tentar influenciar ninguém para qualquer um dos lados.

Mais do que o sim ou não, reparei que este é um tema que realmente mexe na sociedade portuguesa, o que não é assim tão comum... ver movimentos cívicos a formarem-se para defender uma opinião, é algo bastante incomum, pelo menos, não me lembro de muitas mais situações onde isso tenha acontecido...


Opinião à parte sobre o aborto, é engraçado como esta questão está a conseguir mobilizar a atenção pública, desviando de qualquer outra coisa.

Deixamos de ouvir e ter atenção a outras decisões do governo.
Deixamos de ouvir que estávamos em crise... ou a sair dela.
Deixamos de ouvir que o poder de compra anda a baixar.
...e tantas mais coisas...

Não desvalorizando a questão, pergunto-me se isto não terá sido a maior manobra política, ou não sendo, a melhor coincidência para qualquer governo, que se liberta da atenção pública e "acorda" um país adormecido...

Primeiro porque libertando-se da atenção constante, cria liberdade, não para fazer "porcaria" sem ninguém ver, mas para trabalhar sem estar constantemente a ser questionado o que pode fazer com que realmente se faça algo melhor; depois porque acordou um país para uma votação, que não duvido, que terá uma pequena percentagem de abstenção, e só por si isto é uma vitória.


Depois de dia 11 voltará tudo ao "costume", ou será que algo mudou no país?
E não falo de mudança ou não na lei...

Confesso que estou curioso. Portugal acordou...

Sem comentários: