quinta-feira, junho 21, 2007

Jornalismo


Há coisas que realmente me irritam...

Uma delas é o jornalismo critico que perde a noção...


Hoje ouvia que uma senhora tinha sido acusada de roubar um produto de um super-mercado que custava uma coisa mísera comparada com o preço do processo judicial que causou a acusação de roubo...

A critica implícita ia no sentido de ser ridículo haver aquele processo quando era gasto muito mais nele do que o produto custava...

À primeira vista parece prático... o estado gasta mais do tribunal do que no produto, mais valia pagar o produto e não haver processo... mas é de mim ou isto viola completamente a sensatez e o razoável?

Um possível crime não é quantabilizável, senão ao extremo deixaremos de julgar homicídios porque fica mais barato indemnizarmos a família... Exemplo exagerado, é verdade, mas este tipo de reportagem parece-me ridícula... o foco da lente aproxima-se tanto da história que deixa de ver ou mostrar todo o contexto adjacente...

Lei e lei, e deve ser aplicada sem margem para excepções económicas.

Se o for aplicada com elas, deixa de ser lei, passa a ser uma equação económica, que apenas se executa quando dá jeito... e facilmente deixa de se fazer por outros motivos.

Será que sou eu que sou radical?

...ou realmente isto foi ridículo?

Sem comentários: