sábado, setembro 01, 2007

Paz


Nunca peguei numa arma, pelo menos não numa a sério, no entanto há muito tempo sentia-me em guerra.

Como todas as guerras, começou de uma maneira estúpida e não beneficiava ninguém, mas alimentava-se facilmente de mal entendidos e segredos.

Não era feita de tiros, mas de palavras e sentimentos.
Não matava fisicamente, mas destruia psicologicamente.
Não tirava a soberania a países, mas conseguia criar cisões.
Não separava famílias, mas separava amigos.

Como todas as guerras, depois de começar, o fim não estava à vista.

Ponto final.

O passado lá foi...finalmente sinto-me tranquilo por ter recuperado a paz.


Começou um novo mês...
...e com ele uma nova fase.

1 comentário:

Veny disse...

Este pensamento parece que foi tirado de dentro de mim. Taambém eu estou em guerra, uma muito semelhante àquela que descreves... O que me deparo agora é com a forma como é dificil parar uma guerra...

Espero que agora essa tua paz te acompanhe e esta guerra te tenha preparado para outras guerras.