domingo, dezembro 16, 2007

Polícia de Relações


Acho que se inventou uma nova profissão, o polícia de relações!

Tipicamente é uma profissão gananciosa, é sempre acumulada em conjunto com outra, não consegue subsistir sozinha, perde a força e o sentido que acredita ter.

É a prisão à ideia que "antigamente é que era", a ideia de que os jovens são irresponsáveis, ou pelo menos mais que "antigamente". É a ditadura da falta de afectividade pública por repressão.

Do extremo de relações demasiado chocantes a sociedade reage com a censura inicial de beijos, depois abraços... o que virá a seguir?

Será o namorar uma aberração a expulsar de espaços públicos?

Quando ao serviço duma instituição sinto-me, por obrigação, um destes polícias...

Estas medidas de choque nunca resultaram...

... o fruto proibido é o mais apetecido!


Elucidação:

Para quem não percebeu refiro-me as escolas actualmente, cada vez mais a fecharem o cerco as relações, respondendo aos exageros com censura em vez de educação e conversa. Há exageros, na minha opinião, nas relações, mais do que era notório à uns anos, mas a resposta não é de toda a adequada...

Deixa-se de procurar a origem das atitudes para as tentar reprimir. *fools*

E cá vamos andando com um mundo cada vez mais sensível a parvoíces, como a alegação que o Egas e o Becas da Rua Sésamo são homossexuais e por isso a Rua Sésamo é só vendida a maiores de 18 anos (isto no EUA, claro!)... apetece-me abanar a cabeça a quem tem estas belas ideias.. só para ver se ouço qualquer coisa a chocalhar claro!

Post de resposta a possíveis comentários aqui! (Ladrão de Relações)

Sem comentários: