sábado, janeiro 12, 2008

Medo


Ultimamente tenho sentido algum medo...

Nem sou pessoa de sentir grandes receios, normalmente enfrento bem as coisas, algumas mais ou menos nervoso, mas tipicamente enfrento sem medo, com uma confiança em mim e em quem me cerca que as coisas vão correr bem.

Verdade seja dita, tem corrido. Tenho conseguido conjugar tudo o que quero, namorar, amizades, os mil projectos e reuniões mensais e a universidade claro! Mas com o aproximar do fim do curso começo já a projectar os anos mais próximos... ao inicio era extremamente difícil ver-me a trabalhar, era estranho, distante... ultimamente é "apenas" algo aterrorizador...

Sentir que deixo de ter qualquer orientação para ser somente eu a dirigir o rumo do que faço. Que é a sério, como diria o nosso seleccionador "mata, mata"... mais do que isso, penso se estarei à altura das coisas que me pedem...

Sou algo mau e demorado a aprender uma coisa nova, é-me bastante difícil aprender sozinho... por ser tão agreste ao inicio naquela curva de aprendizagem brusca... no entanto pode ser e até é algo provável que é isso que aconteça logo no inicio da minha "vida de adulto".

No entanto, por outro lado, anseio pela vida de adulto, embora tenha tanta coisa mais difícil é o ultimo salto, provavelmente o maior e onde tudo o que está para trás vai ser posto à prova para mostrar o que eu valho. Gosto das coisas que me dão luta, de fazer nascer algo, ou então pegar num projecto e lutar porque chegue a bom porto... espero que isto me dê alento nos momentos que prevejo difíceis num futuro que espero próximo...

A vida de adulto está quase chegar, (espero),...

... mas ainda me estou a mentalizar...

1 comentário:

An@ disse...

A vida de adulto, um mundo completamente desconhecido, por muito que teimemos na nossa cabeça que o conhecemos minimamente.
Deixar aquilo que sempre fomos para agora sermos nós, por nossa conta e risco, sem ter hipótese de reformular o erro de hoje para amanhã... um arriscar diário em que só tu podes fazer e não tens quem te garanta o sucesso nem quem te atenue as derrotas ou enganos... és tu e o resto do mundo!

Difícil sim, imaginar como será o começar, agora! Começar e não haverá etapas de percurso como: escola ciclo, ciclo faculdade... agora é um só passo e definitivo... não há regresso ao que és hoje na vida, daí em diante já tens que ser "o responsável, o engenheiro, o ..." tens q ser tudo o que queres e consegues mas, ainda o que querem que consigas... muitas vezes, tenho a certeza que ficaremos num beco sem saída em que tens apenas umas horas para acordar e arrancar em frente, na direcção "certa" e que ou se agarra no momento ou se perde para sempre no decorrer dos dias e dos momentos seguintes.

Enfim... pensar em mil coisas, em mil ideais, sonhos, desejos... pensamos ainda com tudo nas mãos... quando as mãos ficarem vazias e as tivermos que ir enchendo... aí sim... a vida começa à séria!

Também tenho medo, de muita coisa, sempre tive medos, sempre cá esteve o medo de muitas coisas... uns ultrapassados outros que vão e vêm à medida que a vida os leva e retorna. Bom nisto é quando estás acompanhado, como agora te sentes e te organizas com essa companhia, mesmo para além das mil coisas. Entras sozinho na vida profissional mas sempre com um apoio incondicional...

Pena é quando sentes que perdes o chão e tens medo... porque sozinho tudo parece maior e ... mais difícil!! Mas... tudo se faz!

Boa sorte :)