sábado, abril 12, 2008

Contra-Elite


Há dias partilhei como sou pouco favorável a elites discriminatórias, depois disso fiquei com essa questão a pairar na cabeça...

O ano passado quando fui director de Campinácios fiz em conjunto com a restante direcção uma opção, escolher a "contra-elite", ou seja as pessoas que não tinham sido convidadas ou que provavelmente não seriam convidadas, arriscamos fazer isso, tendo algumas excepções, criando uma equipa de muita gente sem experiência... tendo à partida uma direcção sem experiência... era um passo arriscado...

O resultado foi avassalador, percebi que cada uma daquelas pessoas me dava o seu máximo por saber que tinha apostado e confiado nela.

A aposta não era um dado à partida, era algo que tinha surgido, muitas vezes de surpresa, e que dava à pessoa motivação.

Ver crescer as apostas arriscadas em apostas ganhas foi a parte gratificante.

A partir dali tive a certeza que é muito por ali o caminho, não quero trabalhar com estrelas, nem com pessoas que tomam as coisas por certas.

Quero aqueles que quando lhes é dada a oportunidade dedicam-se a 100%.


Não é so conversa... qualquer pessoa tem potencial...
...basta dar-lhe oportunidade e indicar o caminho!

Sem comentários: