sábado, maio 24, 2008

Ilegalidades


Mês após mês surgem novas notícias da RIAA num combate desesperado "contra o Peer-to-peer" (P2P), ou para leigos, ligações computador a computador (referência implícita a downloads ilegais).

Se nos Estados Unidos actualmente fazer este tipo de downloads já é algo "perigoso", com algumas pessoas a serem presas, no resto do mundo creio ainda ser banal abrir um qualquer programa e fazer o download da música ou até filme que queremos ver ou ouvir.

Já quase faz parte da cultura, é algo que não se sente como ilegal... é algo já extremamente enraizado, e as tentativas da RIAA e de várias bandas parecem não fazer isso balançar, porque estão numa corda bamba... atacar quem faz downloads é muita das vezes atacar quem compra álbuns... e ninguém fica satisfeito por ser atacado quando até paga à indústria, por isso o efeito pode ser inverso do pretendido.

Esta aproximação pelos grandes "peixes" parece-me ser a errada. Ilegalizar, processar e perseguir não está a ter o efeito desejado.. e é frustrante para o consumidor.

Um país do norte da Europa, (quando me lembrar substituo aqui pelo nome), está a pensar seguir a politica que acho inteligente...

Toda a gente pode fazer o download do que quiser, no entanto, para sermos justos os autores devem ser pagos, dai criou-se, ou estava a ponderar criar-se, o imposto de direitos de autor.

Toda a gente paga uma quota por mês, ou pelo menos os que querem fazer downloads, que permite fazer download de tudo o que vê na Internet mesmo que esteja protegido por direitos de autor.

O pagamento seria distribuido através de estatísticas a serem realizadas por um órgão moderador desta actividade a nível global, com sede em cada país.

Esta parece-me a aproximação realmente inteligente... ai sim, quem não pagar não se sentiria socialmente aceite ao fazer o download, e as medidas seriam melhor aceites de penalização... e com o pagamento de milhões de pessoas, obviamente o preço só podia ser mais baixo para cada um.

Por agora lá vai o torrent sendo o prato do dia de milhões...

...e toda a gente perde, uns dinheiro, outros a paz quando se vêem a braços com a justiça...

Sem comentários: