sábado, agosto 16, 2008

Balão de ego


Algumas pessoas já me perguntaram porque faço voluntariado, nomeadamente Campinácios, a fase mais visível e talvez a única que realmente faço consistentemente.

Já falei aqui no blog sobre o que achava que era a resposta. Com o passar do tempo comecei a pensar mais que começava mais a perceber o que implicava "Educar para servir".

No entanto uma conversa recolocou-me o pensamento nisto, quando me disseram "Pedro eu não posso ir aos campos como tu para reequilibrar o ego/auto-estima".

Bateu-me... fiquei a pensar que realmente tenho imenso orgulho naquilo que faço, e logo por esta frase percebe-se que alimento o meu ego... FAZEMOS.

Empenho-me imenso, sou extremamente perfeccionista em muitas das coisas que faço, em particular nas que me dão gozo... e acabo por receber alguns elogios rasgados, que talvez de facto me equilibrem a auto-estima nas alturas de maior desgaste.


Talvez seja de facto uma das coisas que me motive...

... e provavelmente não devesse ser...

Pensamento posterior: Percebo cada vez mais, que pelo ambiente que vivo, as coisas complementares que faço, independentemente de porque as faço ajudam-me realmente a equilibrar a minha fé, em Deus e nas pessoas, e até descobrir o que realmente é importante para mim... parar para pensar simplesmente não basta... mas também percebo que faço isto por cada uma das pessoas que esteve lá...

1 comentário:

Anónimo disse...

não é por acaso que fazer algo bom, como é o exemplo de voluntariado, faz-nos sentir mais confiantes e melhores...
penso que, no minimo, faz-nos sentir uteis.
mas fico contente por saber que há alguém que para aumentar o seu ego e auto-confiança dedica o seu tempo aos outros.
só é pena nao haver mais gente a pensar assim...