domingo, maio 02, 2010

Verdade ou Felicidade?


"Não há felicidade senão com conhecimento. Mas o conhecimento da felicidade é infeliz; porque conhecer-se feliz é conhecer-se passando pela felicidade, e tendo, logo já, que deixá-la atrás. Saber é matar, na felicidade como em tudo. Não saber, porém, é não existir". - Fernando Pessoa


Durante este fim-de-semana tive uma reunião em que tivemos vários momentos de conversa que me levaram a algumas reflexões que provavelmente falei em outros posts, no entanto, uma das que ficou mais marcada na minha cabeça foi a conversa sobre o "duelo" verdade versus felicidade.

Começou com a hipótese de "o que farias se morresses e descobrisses que apenas existe um fim terrível e não uma pós vida bonita? Voltavas para contar e destruías a felicidade de meio mundo?"

Isto levou-me a uma questão muito profunda que me consome. No duelo verdade vs felicidade acho que é que a verdade que ganha dentro de mim na maioria das vezes. Isto reflecte-se na minha resposta:

"Claro que vinha. A felicidade deles seria falsa se acreditavam num pós-vida bom, presumindo que esse não existia. Era uma felicidade falsa também..."


Isto tem implicações complicadas. Primeiro que tudo depois de algum tempo percebi que é a repudiação do filme "A vida é bela", o que me deixou bastante confuso porque admiro imenso aquela capacidade da personagem para animar o filho.

Em termos de fé apresenta complicações grandes também. Eu posso ter noção que sou mais feliz tendo fé, mas como não consigo saber qual é a verdade fico sempre numa incerteza que me impede de ser mais feliz.

Continuei a minha resposta com "Não dizer a verdade seria egoísmo. Impedir as pessoas de decidirem com todos os factos".

A verdade é que não se chega nunca a uma conclusão absoluta.

A conclusão será sempre pessoal, na verdade é mais uma opção que uma conclusão.


Geralmente inclinado mais para o meu lado cientifico, portanto para a verdade, interrogo-me que se a escolher, tendo consequências para a minha felicidade isso será algo que no último suspiro que tenha não me vou arrepender..

Tal como Fernando Pessoa dizia:

"O homem vulgar, por mais dura que lhe seja a vida, tem ao menos a felicidade de a não pensar". - Fernando Pessoa

Será possível haver felicidade sem verdade? Embora me pareça bastante evidente que sim, incomoda-me... é.... falso!


O que vale mais para ti, a verdade...
...ou a felicidade?

1 comentário:

LordRafid disse...

Meu caro,
Primeiramente parabéns pelo blog, difícil de achar um igual a esses nos dias de hoje. Realmente bem levantada a questão, egoísmo ou falsa ilusão. Os homens preferem acreditar em histórias bonitas, com um fim feliz as verdades de fim trágico. As bonitas o deixam enaltecido, em quanto as verdadeiras os deixam ainda menores do que já são. Imagino colega, que dificuldade teria você ao ter que voltar a terra para dizer que não existe nada depois daqui, quem acreditaria em você? Teria em mãos uma tarefa de Hércules, assim como Galileu no sec. XV, e de Darwin no sec. XVIII, ao mesmo tempo, creio que além de desamparar meio mundo, muitos se matariam, buscando ver aquilo que os olhos da alma não alcançam. Creio que quando morrer oxalá volte a terra, ou fique eu vagando pelo espaço daqueles que já se foram.
LordRafid
Acessem: napprosa.blogspot.com