sexta-feira, dezembro 16, 2011

Bloggar ou não Bloggar?



Desde há algum tempo tenho-me sentido preso na escrita.

O número de leitores desde blog estava a aumentar, e isso inicialmente entusiasmou-me, então decidi por cada um dos artigos a serem automaticamente publicados para o Facebook, Twitter (e por acréscimo Buzz etc). Isto inicialmente foi engraçado porque tinha logo reacções de algumas pessoas... mas teve uma reacção que não tinha previsto...

Essa reacção foi em mim. Comecei a ter mais pudor do que escrevia e leitura que iria ser feita disso. Escrever de uma forma quase anónima passou a ser um desejo.

Não consegui evitar cada vez que escrevia um artigo pensar na reacção das pessoas... e isso foi-me limitando.

Ponderei até abrir um novo blog, onde poderia escrever desta vez sem este peso. Acabei por não escrever em outros sítios por sentir que estava a fugir, e por carinho por este blog que foi sendo a minha casa desde o início.

Assim como podem (ou não) ter reparado estou a voltar à base. Removi as divulgações para as redes sociais e ainda estou a ponderar se publico ou não alguns posts que tenho idealizados.

Se voltarei a sentir-me totalmente confortável...


...vamos ver.

terça-feira, novembro 15, 2011

TEDxCoimbra 2011



Depois de em 2010 ter adorado, este ano voltei à TEDxCoimbra, este ano num grande espaço que foi o Conservatório de Coimbra.

Ficam em cima os vídeos a testemunhar o que lá aconteceu!

Há mais uma coisa a partilhar..

...mas isso fica para um futuro post!


[Actualização: Já em 2012, actualizei este post para ter o link do que tinha para partilhar]

domingo, novembro 13, 2011

Afinal o que é o T?

Durante uma viagem de carro perguntaram-me:
- Olha o que é o T de T0, T1, etc?
- Eu obviamente respondi, "É o número de quartos.."
- "Não, o que quero saber é o significa o T..."

Fiquei curioso... e fui à procura...



Depois alguma persistência e com alguma ajuda encontrei:


"T" refere-se à tipologia do imóvel. O algarismo indica o número de quartos.

O imóvel conta ainda com uma sala para obter o número de assoalhadas. Isto é, T1=2 Assoalhadas; T2= 3 Assoalhadas, etc. Quando tem um “+”, T2+1, por exemplo, indica que existe uma divisão adicional de dimensões reduzidas, contígua ou interior. Se for um T2+1, é um imóvel com quatro assoalhadas: 2 quartos + 1 sala + 1 divisão extra.




Mas fiquei curioso quanto à origem inicial do termo e achei uma indicação que viria do "Regulamento Geral das Edificações Urbanas de 1951". Fui à procura do tal regulamento e embora não tenha encontrado o de 1951 achei este, que indica na página 20 o curioso facto:


É engraçado como há coisas no dia-à-dia que não fazemos ideia a origem mas que são normais para nós de usar...

sábado, novembro 12, 2011

Economia do tempo

Ontem fui ver o In Time ao cinema...




"Num futuro, não muito distante, as pessoas param de envelhecer aos 25 anos, e têm de trabalhar para comprar mais tempo de vida."



Para além de achar o filme brilhante na sua concepção e critica subjacente fiz imensos paralelismos com o nosso sistema económico. 

Também no nosso, o capitalismo dita que muitos tenham muito pouco e eventualmente até morram, para que poucos vivam no maior luxo. A falta de noção de outras realidades sociais também é muito bem mostrada neste filme. Os que tem muito tempo não tem a mínima noção do que é ter 1 dia ou horas de vida...

Mudar este sistema, ou acabar com ele, como é tentado no filme parece-me inviável, pelo menos apenas tentando mudar a apenas lógica económica porque alguma tem que existir. A lógica económica é um reflexo puro do que somos enquanto sociedade. Se não mudarmos o impulso social nenhuma nova maneira económica vai ser suficientemente equilibrada.

O único índice actual de valor é a raridade. Quanto mais raro foi um item há uma probabilidade maior de ser mais valioso porque havendo pessoas a querem te-lo vão ter que competir.

Existirá outro método para indexar o valor de algo?

Conseguiremos dar o salto para outra mentalidade não capitalista?


E mesmo que consigamos, como vamos manter a nossa viabilidade social quanto tivermos mais pessoas vivas do que recursos disponíveis?


Ps: Dei-lhe 9/10 no imdb.


domingo, outubro 30, 2011

Espero não saber parar.


Ouço imensas vezes pessoas mais velhas com a frase "já não tenho idade para isso". Vejo também uma resignação.. quando eram novas não aprenderam a usar um computador.. por isso não era agora que iam aprender..

Faz-me alguma confusão esta resignação.  Ter sempre ansia de saber e fazer, dentro dos limites fisicos que não tenho ilusões que existem, mas sem preconceitos.

Ainda há dias me falaram de uma senhora de 80 anos que ainda faz o pino porque pratica à dezenas de anos ioga.

Quem diria que ela o iria conseguir fazer?

Ela provavelmente nunca teve dúvidas que havia pelo menos a possibilidade de o conseguir.


Espero não saber parar...

...nem me resignar.

sábado, outubro 29, 2011

Reality Shows


"Reality show é um tipo de programa televisivo baseado na vida real. Podemos então falar de reality show sempre que os acontecimentos nele retratados sejam fruto da realidade e os visados da história sejam pessoas reais e não personagens de um enredo ficcional




Exemplo deste é o programa mundialmente conhecido, Big Brother criado em 1999 por John de Mol."


Hoje em dia cada vez mais tipos de reality shows surgem, e geralmente com audiências que ganham a "guerra" do share.

Existem várias discussões entre os que acham que é uma forma de entretenimento (válida) e os que acham que é um incremento na degradação social. A verdade é que mais do que julgar o que é tenho pensado porque é que tem sucesso.

Pessoalmente vi o primeiro dos Big Brothers, o inicio de um tipo de televisão diferente do que estava habituado. Já não eram personagens a falar em Português do Brasil, ou heróis a falar Inglês, mas pessoas reais, em Português a passarem por situações reais. Achava desse ponto de vista, e sabendo que elas eram inocentes (do ponto de vista de não saberem a mediatização nem levarem a coisa realmente apenas como realmente um jogo), uma experiência social interessante (com consequências para elas.. mas isso é outra história).

Lembrava-me imensas vezes da teoria de que se várias pessoas estivessem num espaço fechado, com outras pessoas, mesmo que inicialmente não se atraíssem, mais tarde ou mais cedo iriam juntar-se em casais (e na realidade aconteceu..). Basicamente era uma sociedade em ponto pequeno, uma espécie Lord of the flies em versão mais labrega.

Mas mais do que qualquer racionalização o que nos faz ficar ligados são os sentimentos. Hoje em dia há um proteccionismo dos nossos sentimentos reais.Evitamos muitas vezes dizer o que sentimos (pensamos).. é mais fácil, cria menos conflitos, e sobretudo não temos que nos expor...


O conceito de reality show inverte essa tendência (para um outro oposto que não defendo), fazendo-nos assim sentir que conhecemos aquelas pessoas, que rimos quando elas riem, que choramos quando elas choram, querendo que aquela pessoa com que nos identificamos fique mais tempo no programa.. senão deixamos de a ver todos os dias.


Não acho que os reality shows sejam coisas muito construtivas nem que seja uma coisa construtiva vê-los...


...mas acho que percebo porque muitos os vêem.

quinta-feira, outubro 27, 2011

Religião: Opção ou necessidade?

Para quem acredita em Deus/Yehoshua/Allah a religião é uma opção ou uma necessidade?

sábado, setembro 03, 2011

Esperança 2011



Hoje é o dia que se torna realidade um sonho.

Um sonho de muitos, um sonho que demorou anos a tomar forma, um sonho do movimento se abrir e em vez de Educar para Servir, Crescer a Servir...

O nome reflecte bem o sonho, Esperança, num movimento melhor, e quem sabe ajudar um bocadinho a ficarmos para um mundo melhor...


...o escalão de Calhambeques está de volta, até daqui a 7 dias!

segunda-feira, junho 06, 2011

What if there is no God?



SonjaBoris, look at this leaf. Isn't it perfect?
SonjaAnd this one? Look.
SonjaOh, yeah. I definitely think that this is the best of all possible worlds.
Boris- It's certainly the most expensive.
Sonja- Isn't nature incredible?
Boris To me, nature is... I dunno, spiders and bugs and, big fish eating little fish. And plants eating plants and animals eating... It's like an enormous restaurant.
SonjaYes, but if God created it, it has to be beautiful, even if His plan's not apparent to us at the moment.
BorisSonja, what if there is no God?
SonjaBoris Dimitrovitch, are you joking?
Boris What if we're just a bunch of absurd people who are running around  with no rhyme or reason?
SonjaBut if there is no God, then life has no meaning. Why go on living? Why not just commit suicide?
Boris Well, let's not get hysterical.I could be wrong. I'd hate to blow my brains out, then see they found something.
Sonja Boris. Let me show you how absurd your position is. Let's say there is no God, and each man  is free to do exactly as he chooses. What prevents you from murdering somebody?
Boris - Murder's immoral.
Sonja- Immorality is subjective.
Boris Yes, but subjectivity is objective.
Sonja Not in a rational scheme of perception. Perception is irrational.It implies imminence.But judgment of any system of phenomena exists in any rational, metaphysical or epistemological contradiction to an abstracted empirical concept such as being, or to be, or to occur in the thing itself, or of the thing itself.
BorisYeah, I've said that many times.
SonjaBoris, we must believe in God.
Boris If I could just see a miracle, just one miracle. If I could see a burning bush, or the seas part, or... Or my Uncle Sasha pick up a check.

SonjaWe should go back downstairs. By now the last golden streaks of the sunset are vanishing behind the western hills. Soon the dark blanket of night shall settle over us all.


Não percebo porque a vida sem Deus, não vale a pena. É verdade que implicaria não haver um "greater meaning or purpose in life"  mas isso consequentemente faz a vida valer menos a pena?
Diria que o objectivo passaria a ser também ele subjectivo, pessoal e sem bases comuns... mas mesmo assim...

Mas verdade seja dita gostei mesmo deste vídeo, da argumentação de cada lado. A questão dos valores terem que ter uma base, dado que cada opinião e visão é subjectiva, lembrou-me também que existe uma verdade absoluta, mas que nunca a podemos obter como somos limitados na nossa percepção..

É engraçado pensar que o ocidente baseia a maioria dos valores no judaismo-cristianismo.. é ele que  é a base comum, ironicamente, mesmo para aqueles que não acreditam...

quinta-feira, fevereiro 03, 2011

Casa de Abrigo P. Américo


A Casa Abrigo Padre Américo foi inaugurada em 6 de Novembro de 1993, recebendo em 31/12/94 o seu primeiro utente.
É uma valência da Venerável Ordem Terceira da Penitência de S. Francisco, funcionando como Centro de Acolhimento Temporário para população Sem Abrigo.
No seu funcionamento conta com a colaboração das Conferencias de S. Vicente de Paulo.
Tem como população-alvo:
  • Sem Abrigo; 
  • Crianças;
  • Imigrantes;
  • Mulheres vítimas de Violência Doméstica.

As suas acções são de:
  • Alojamento;
  • Refeições;
  • Banho;
  • Tratamento de roupas;
  • Atendimento Psicossocial;
  • Prevenção Secundária;
  • Prevenção Terciária.
  • Encaminhamento para formação Profissional e emprego (entidades públicas e privadas)
  • Articulação com entidades públicas na execução de medidas de política social;
  • Prestação de cuidados de enfermagem (voluntariado);
  • Concessão de apoio para medicação;
  • Promoção de actividades ocupacionais: Oficina de trabalhos Manuais; Oficina de informática e Oficina Agrícola; 
  • Acções de Informação/Formação.

E os seus objectivos:
  • Acolher e proteger temporariamente pessoas Sem Abrigo;
  • Promover a vivência de uma experiência fraterna e comunitária;
  • Desenvolver estratégias que conduzam a uma ajustada reinserção social;
  • Motivar os utentes a serem agentes activos na construção do seu projecto de vida;
  • Sensibilizar as famílias para uma participação activa no processo de integração sócio - familiar.

Felizmente foi-me dada a oportunidade de ajudar esta instituição, aqui tão perto (na baixa de Coimbra), mas que não fazia a menor ideia da sua existência.

A realidade que pude conhecer, embora o pouco tempo que lá estive, era-me totalmente desconhecida. Aprendi bastante sobre o ser humano e a necessidade de dignidade e relações para viver...

...convido todos que tenham possibilidades, a irem lá conhecer, e a ajudar!

sexta-feira, janeiro 14, 2011

Surpresa!



Com a ajuda de muitos amigos espalhados pelo país consegui preparar uma grande surpresa à Maria...

Geralmente chamam-lhe pedido de casamento, este foi diferente, chamar-lhe-ia: Confirmação de Casamento!

Sem ela suspeitar e com esses mesmo amigos a reunirem-se todos em Santo Tirso houve uma explosão de t-shirts.

Obrigado a todos!

terça-feira, janeiro 11, 2011

TEDxCoimbra 2010... Para Recordar!

Falei à algum tempo do evento TEDx que se realizou em Coimbra: TEDxCoimbra.

Ficam aqui partilhados algumas das talks que achei mais interessantes:









Para quem ficar curioso e quiser ver mais...

...pode achar todas aqui.