domingo, maio 05, 2013

Teorias da Animação - O Animador de Equipa (AE)


O AE ou Animador de Equipa é na minha opinião e de longe, o elemento mais importante de um campo de férias. 

Pode parecer uma afirmação só paternalista... mas o facto é que campos com má direcção e grandes animadores de equipa, pela minha experiência, podem ainda correr bem (dentro do possível)... mas o contrário já não vi acontecer. 

Quase tudo o que se aplica à gestão do director da sua equipa de animação, aplica-se também à gestão do animador da sua equipa. Ele é o verdadeiro motor do campo!

O animador de equipa é simplesmente o exemplo mais forte, e o educador mais presente. Aquele que acompanha e eles imitam em tudo. É ao mesmo tempo o maior motivador, e a pessoa que está mais perto dos participantes e os conhece aos seus problemas, partilhas, dilemas e vontades. É aquele que os pode educar, é o verdadeiro irmão mais velho. No seu dia-à-dia é um pescador de talentos em que tal como um bom director potencia os talentos de cada animador, ele potenciará os talentos de cada participante - Função

O manual de funções tem a descrição que considero mais prática do funcionamento de um AE: 
"Um animador, tal como o nome indica, deve funcionar como o que anima, o que estimula, o que faz agir e deve ao mesmo tempo ser educador. Ora se a falta de ideias é por mera preguiça dos participantes, o animador deve espicaça-los, sem no entanto dar ideias. Se é por discórdia total do grupo, o animador  deve procurar, em último caso, o meio-termo da questão. Quando é por falta de interesse no tema deves procurar um tema parecido ou em alternativa centrar a discussão no motivo da falta de interesse. Quando é por afastamento do tema central deve-se reconduzir a discussão, a não ser que esta esteja a ser mais interessantes. Tudo isto requer muita intuição do animador, mas de qualquer modo deve-se deixar sempre seguir o rumo de toda a equipa e nunca de um ou outro elemento. 
Não é necessário ser o senhor perfeito, nem a pessoa que sabe fazer tudo, chegam alguns talentos e riqueza humana para dar. Não é uma pessoa que espera que o animem, mas sim uma espécie de fermento, na experiência e dinâmica de um grupo." - Funcionamento prático

Devem (como todos os animadores) ter sempre em mente que estamos no acampamento pelos participantes, não pelos que achamos piada, pelos que são engraçados, mas sim por todos. Parecendo algo óbvio ter em mente isto é extremamente vital, para que nunca ponhamos de parte algum miúdo porque o achamos mais chato, pior ainda nunca devemos ter aqueles comentários mauzinhos, sobre um miúdo, junto aos outros animadores ou obviamente aos participantes, que tem como objectivo serem engraçados, mas que acabam por fazer com que alguém fique à parte ou acabe por saber e ficar magoado. Estamos num acampamento para educar e acolher!
Devem (também como todos os animadores) ter imenso cuidado com as preferências pessoais, um animador nunca deve demonstrar ou passar a imagem que gosta mais de uns participantes do que de outros… por vezes faz-se isso sem ter noção, falar sempre com as mesmas pessoas, sentar-se sempre com as mesmas pessoas, etc… há que ter muita atenção a isso. - Aceitação de todos


Sem comentários: